Site icon Mochilando na Europa

COVID-19 PUP: Governo Pode Revisar os Valores do Auxílio Financeiro Pandêmico de Novo

COVID19 Ireland

COVID19 Ireland

Após Dublin entrar no Nível de Risco 3( Risk Level 3) do novo esquema de Nível de Riscos para controlar o COVID-19 no país, o Ministro da Habitação comentou hoje que talvez o Auxílio Financeiro Pandêmico( PUP) possa ser revisto novamente.

Novos Valores

Conforme comentamos no post sobre a Extensão do Auxílio Financeiro Pandêmico( O auxílio pago aos desempregados ou postos em layoff por causa do COVID-19: Pandemic Unemployment Payment PUP), os valores dos benefícios foram alterados a partir do dia 17 de setembro para se enquadrarem na média que os trabalhadores estavam recebendo antes do benefício ser introduzido em março:

Estes serão os novos valores a serem pagos na próxima terça-feira dia 22/09/2020, data em que o MyWelfare efetua o pagamento dos benefícios.
Para saber qual a sua faixa de rendimento do PUP basta dividir o total de rendimentos de 2019 pela quantia de semanas trabalhadas, o próprio MyWelfare irá lhe mandar um e-mail com o extrato dos rendimentos e o total de semanas trabalhadas no período avaliado para lhe apresentar a sua faixa de rendimento.

Novas alterações no Auxílio Financeiro Pandêmico( PUP) podem surgir

Porém o novo “Lockdown” da capital Irlandesa, fruto da alteração do Nível de Risco para o 3 acendeu um alerta em Dublin, espera-se que milhares de empregos sejam perdidos nas próximas semanas devido às novas políticas de restrições. Tendo isto em mente o Ministro da Habitação Darragh O’Brien comentou hoje no programa da RTE – Saturday with Katie Hannon( Se você quiser ouvir o trecho sobre o PUP acesse 29:00 do programa) que esta faixa de valores introduzidas nesta semana pode ser revista novamente. Eles( O Governo) estão cientes que o valor foi reduzido e que muitas pessoas irão perder o seu emprego nas semanas a seguir, podendo inclusive ter uma chance do valor do Auxílio Financeiro Pandêmico voltar ao original €350.

Barry Cowen do Partido Fianna Fáil também concorda com o assunto:

Compartilhe:
Sair da versão mobile